Módulo 1 – Natureza e característica da Investigação Científica

(…) o objetivo principal de qualquer investigação é obter respostas a perguntas previamente formuladas.

Freixo (2009, p.27)

 

Neste módulo fomos levados a:

  • Compreender a natureza da investigação científica, identificando etapas, componentes do processo e critérios de qualidade.
  • Compreender a importância da formulação de problemas, questões e objetivos de investigação, e o papel da teoria, da revisão da literatura e da recolha de dados empíricos nesse processo.

Na investigação científica que pretendemos realizar deveremos ter um ponto de partida para o projeto. O que gostaria de investigar? Como devo fazer essa investigação?

Uma investigação, de acordo com o professor, tem três momentos:

  • Desenho da Investigação –> Onde definimos o tema, o modo de recolha de dados e a metodologia a seguir (entre outros);
  • Ação –> Recolha dos dados do estudo e análise empírica dos mesmos;
  • Análise –> Registo das conclusões da análise efetuada no momento anterior. Conclusões do estudo e resposta ás questões de investigação.

Por onde começar?

Formular um problema:

  • Formular um problema (o conceito diverge entre autores) é identificarmos os diferentes aspetos do tema escolhido. Fazer leituras e identificar para ver o que já se fez (revisão da literatura). Podemos observar os estudos realizados, os pressupostos, os resultados e metodologias usadas.
    Procurar argumentos para fundamentar o nosso projeto. Sendo assim permite tomar posição pessoal ou defender algo. Essencialmente temos de: Identificar um problema para estudar; Selecionar um tópico para efetuar a pesquisa; Reduzir o campo de estudo.Para tal deveremos fazer uma revisão de literatura e pesquisas prévias, identificar conceitos e palavras-chave e pesquisar em bases de dados científicos (analisado no módulo2).O campo de investigação em que se inserem os nossos estudos necessitam de evidências empíricas.

Selecionar um tópico:

  • A problemática é mais amplo que um problema e envolve vários tópicos. Pelo que na investigação focamos um dos tópicos englobados na problemática. A ajuda advém da revisão de literatura.
    O desmembramento do problema é feito em questões de investigação e é aí que vamos tentar responder com esse estudo.
    O professor refere a importância das questões bem formuladas.
    Não podemos estudar tudo, pelo que é necessário delimitar.

Partindo dos exemplos apresentados pelo professor na vídeo aula, a título pessoal podemos talvez definir o tópico de estudo, a questão e aquilo que poderia ser o princípio de uma tese de investigação.

TÓPICO – “O impacto das SAF no trabalho de sala de aula”
QUESTÃO – “Que mudanças implicam a implementação das SAF nas estratégias de trabalho dos alunos?”
TESE – As SAF levam a uma mudança de estratégias de trabalho por parte dos professores.

Referiu-se ainda a importância que há em delimitar o problema uma vez que é impossível investigar tudo. A Identificação de conceitos-chave ou palavras-chave permite e facilita a pesquisa mais facilitada dos textos a ler. Esta definição pode ser Informal ou preliminar e Formal ou definitivo. No entanto o delineamento das palavras-chave é feito ao longo da investigação e reduz o campo de pesquisa.

O papel da pesquisa e organização da informação é muito relevante para sustentar as ideias defendidas ou corroborando ou contrariando outras investigações. A pesquisa por palavras-chave é facilitadora e diminui os itens de pesquisa. No entanto é crucial ter em conta que:

  • Se procure informação relevante para o estudo efetuado;
  • Credibilidade das fontes ( com recurso à web existem muitos pontes de informação, mas a disseminação de falsas conceções/estudos são extremamente simples). Deve dar-se primazia a fontes académicas* e, ter cuidado nas referências web;
  • Avaliar a informação encontrada (fazer uma validação e grau de interesse);
  • Dar primazia a fontes primárias ou seja dos autores originais uma vez que existem fontes secundárias que são citações de autores  enquadradas em interpretações de autores que os citamos.

* São exemplos de locais onde podemos encontrar fontes fidedignas as seguintes bases de dados:Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal

  • https://www.ebsco.com/en
  • http://repositorio.ul.pt/
  • https://www.rcaap.pt/ –> Repositório de repositório de todas as universidades portuguesas.

 

Uma nota final, para facilitar a pesquisa poderemos recorrer a operadores booleanos (ver).

Por curiosidade numa pesquisa efetuada deparei-me com estes dados:

Mas cabe pensar sobre quais os critérios a ter em conta na qualidade das fontes?

  • Serem atuais;
  • Autoridade
  • Objetividade
  • Fiabilidade
  • Validade
  • Profundidade

 

Das leituras efetuadas e das aulas assitidas online construí este artigo de acordo com informações cedidas nas aulas por videoconferência, pelas sugestões de leitura do grupo Mendeley. Acrescentei ainda neste trabalho reflexivo um livro que me tem acompanhado ao longo da vida de estudante (consultar).

 

Leituras importantes & Sugestões de leitura 

  • Antunes, J. L., Granado, A., & Sanches, A. (2014). Redes Sociais para Cientistas. (N. E. D.-R. da U. N. de Lisboa, Ed.). Lisboa.
  • Sampieri, H., & Álvarez, C. A. M. (2011). Los enfoques cuantitativo y cualitativo de investigación. Metodología de La Investigación Cuantitativa Y Cualitativa. Guia Didáctica, 10–16.
  • Integrado, S., Todas, U.-C. I. E., Lx, L., Livre, A., & Access, O. (n.d.). Principais recursos on-line CATÁLOGOS e ÍNDICES, 1–6.
  • Alon, U. (2009). Texto 7 – How To Choose a Good Scientific Problem. Molecular Cell, 35(6), 1–3. https://doi.org/10.1016/J.MOLCEL.2009.09.013
  • Coutinho, C. P. (2006). Aspectos metodológicos da investigação em tecnologia educativa em Portugal (1985-2000). Actas Do XIV Colóquio AFIRSE, 1–12. Retrieved from http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/6497
  • Roberto, P., Sampieri, H., Fernández Collado, C., Baptista, P., Mcgraw-Hill, L., & México, I. (n.d.). Metodología de la Investigación.
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.