Problemas nas aulas de Matemática

Pela manhã (ou tarde) os alunos entraram no Ambiente Educativo Inovador (AEI). Era mais um dia, mais uma aula de matemática quando foram surpreendidos pelos desafios que lhes foram lançados. Partilho aqui as duas situações que podem servir de ideias para outros professores de Matemática (Ciências, Geografia, Educação Física…).

1º Desafio

Abrindo o OneNote, cada aluno ficou a perceber ser intenção do professor de Matemática que os alunos o ajudassem a calcular a quantidade de energia (valor calórico em kcal), a quantidade de proteínas e de açúcares consumidos ao pequeno-almoço.

O pequeno-almoço continha:

  • 75 ml de leite;
  • 85 g de cereais;

Distribuídas as caixas de cereais, coube a cada grupo descobrir como calcular a quantidade de energia, proteínas e açúcares consumidos na refeição. No final foram desafiados a descrever a estratégia de resolução e tudo aquilo que fizeram e descobriram.

2º Desafio

Sou fã de desporto, adoro correr e amo, desporto de orientação pedestre. O tema Escalas não foi abordado em contexto de aula.

A estratégia nesta aula foi a seguinte: Metade da turma realiza um trabalho autónomo de consolidação de conteúdos com recurso ao Teams e OneNote. A outra parte da turma realiza o desafio dos mapas. Na 2ª hora trocam as tarefas.

Aos alunos foram distribuídos mapas de orientação pedestre de várias cidades portuguesas. Os alunos, cada um com o seu mapa, a par, teriam de discutir e descobrir como saber a distância real, em linha reta, das distâncias entre dois pontos. As discussões começaram, as ideias surgiram e começaram a testar aquilo que defendiam. Ao professor coube o papel de moderador e facilitador do trabalho sem nunca falar em escalas. Foi impressionante como todos conseguiram encontrar as respostas pretendidas.

Espero que estas ideias tenham contribuído e inspirado. Deixe um comentário ou partilhe também as suas ideias.

Minecraft Edu. na aula e em Erasmus

Todos sabemos da importância dos jogos no nosso dia-a-dia. Para nos distrairmos, para passar o tempo, ou para aprender.

O Minecraft Education faz parte das minhas aulas há algum tempo e tenho-o incluído em diversos projetos. Trabalhar o espírito crítico, a resolução de problemas e a cooperação entre alunos são alguns dos objetivos.

Para este ano o objetivo é mais ambicioso. Envolver as escolas parceiras do projeto Erasmus+ Math is Life Around Us (conheço o projeto aqui).

Dada a situação de pandemia, arranjámos uma forma de visitar os locais de forma virtual com a ajuda do Gooole Earth.

Na nossa escola (Portugal)

Estes últimos dias têm sido muito ativos. Professores e alunos do meu agrupamento de escolas (AEPJM conheça a escola aqui) têm investido o seu tempo em pesquisar, no Google Earth e construir em Minecraft, edifícios emblemáticos no município de Vila Franca de Xira… e à escala.

Numa escola parceira (Salerno – Itália)

Hoje, 29/01/2021 foi dia de ir mais além… Fui até Itália partilhar com as professoras Cláudia D´Arienzo e Marirosário e mais de 60 alunos este projeto que irão abraçar. Depois de uma visita virtual aos Templos romanos de Salermo, eis que irá nascer mais um projeto de Minecraft (aqui).

Este projeto promete!

Programar para aprender geometria

Esta atividade foi desenvolvida com alunos do 6.º ano de escolaridade no Ambiente Educativo Inovador, do Agrupamento de Escolas Pedro Jacques de Magalhães em Alverca. O trabalho visava desenvolver conceitos relacionados com a disciplina de matemática (Geometria – ângulos) e a programação, com recurso aos  tablets.

Os objetivos da tarefa foram os seguintes: desenvolver o raciocínio lógico, aplicar os seguintes conceitos: ângulo; amplitude; sentido positivo / negativo; horário / anti-horário; ângulos correspondentes; ângulos alternos internos, alternos externos e medições.

Para o desenvolvimento da atividade recorreu-se a:

Desenvolvimento

Antes de iniciar a atividade propriamente dita, comecei por trabalhar em sala de aula com os alunos os conceitos indicados. Fizemos um exercício prático em que os alunos “programaram” o professor para realizar um percurso na sala de aula. Esse percurso teria  de incluir rotações no sentido horário e anti-horário e amplitudes de ângulos. Exemplo: anda 10 passos e roda 90º no sentido horário e assim sucessivamente.

Depois desta introdução / revisão, orientei os alunos para a realização da tarefa do Hour Of code no CodeMonkey. Registei-me enquanto professor e os alunos entraram na atividade através do código que disponibilizei. No campo “nome dos alunos” colocaram o número de processo (ex. a12345). Após terminarem os níveis do Hour of Code, passámos à programação em papel (ver anexo), exploração das respostas dos alunos e esclarecimento das dúvidas.

Conclusões

Os resultados surpreenderam pela positiva. Para além da motivação dos alunos, percebi que ao programar em papel os alunos efetivamente aplicavam os conceitos pretendidos de acordo com a lógica de programação. Inclusivamente alguns perguntaram se poderiam escrever os comandos “repeat” na programação. Alunos com maiores dificuldades desenvolveram de forma ativa a atividade e com bons resultados.

Ler mais

Enviar ficheiros numa tarefa por telemóvel – Alunos

Estes vídeos surgiram da necessidade de arranjar um pequeno tutorial para apoiar os alunos no envio de tarefas pelo #TEAMS. No total são 4 vídeos, agrupados em 2 tipos: Tarefa com envio de uma imagem e Tarefa editável no Word a partir do PC ou de um telemóvel Android.

Neste post apresento o envio de tarefas (ficheiro de imagem) pelo telemóvel.

É preciso também olhar para o lado de lá e nem sempre os nossos alunos conseguem responder às tarefas não porque não querem, mas porque têm dificuldades.

Enviar um ficheiro / imagem numa tarefa pelo TEAMS pelo telemóvel.

Atenção esta gravação é feita diretamente no telemóvel (Samsung Galaxy A7 – Android).

Conheça outras partilhas de ideias e tutoriais no eLearning – Apoio no Facebook.

Enviar tarefas – Alunos

Tenho criado e partilhado por aqui alguns vídeos sobre como é que os professores fazem isto e aquilo, mas hoje a publicação é diferente.

Estes vídeos surgiram da necessidade de arranjar um pequeno tutorial para apoiar os alunos no envio de tarefas pelo #TEAMS. No total serão 4 vídeos, agrupados em 2 tipos: Tarefa com envio de uma imagem e Tarefa editável no Word a partir do PC ou de um telemóvel Android.

Neste post apresento os dois primeiros, as tarefas a partir de um PC.

É preciso também olhar para o lado de lá e nem sempre os nossos alunos conseguem responder às tarefas não porque não querem, mas porque têm dificuldades.

Enviar um ficheiro / imagem numa tarefa pelo TEAMS – Alunos

Enviar uma tarefa a partir do modelo em Word – Alunos

Espero que vos seja útil, digam o que acham e onde podem ser melhorados 😉

Conheça outras partilhas de ideias e tutoriais no eLearning – Apoio no Facebook.

O feedback nas tarefas do Teams

O feedback é uma das formas de informar os alunos sobre o seu desempenho. Ao contrário de ser apresentada uma nota meramente quantitativa, que indica apenas um nível, o feedback pode ajudar o aluno a melhorar o seu desempenho após a conclusão de uma tarefa, por exemplo.

O Teams tem algo muito interessante e bastante prático quando avaliamos tarefas. Podemos dar um feedback numa tarefa a partir de um conjunto de critérios de avaliação que se avaliam por níveis de desempenho.

A meu ver o objetivo é sempre promover o sucesso e não dizer “sabes” ou “não sabes” num determinado momento. Discutível? Talvez, mas o objetivo é contribuir para uma mudança… e não discutir por simplesmente discutir 😉

Veja o tutorial aqui a partir de um exemplo prático. O objetivo é avaliar uma construção de um gráfico de barras de acordo com um conjunto de critérios e respetivos níveis de desempenho.

Conheça outras partilhas de ideias e tutoriais no eLearning – Apoio no Facebook.

Novidades “Quentes” no TEAMS (2)

Ainda não está acessível para todos, mas será uma questão de tempo.

Parece que temos mais uma novidade… Já é possível descarregar as entradas e saídas dos alunos (o tempo que estão na sala online, a que horas entram e saem) durante a sessão síncrona.

ATUALIZAÇÃO (18/05/2020)

Já me aparece a opção de descarregar presenças no TEAMS. O ficheiro gerado é um *.csv (Excel) mas já vem em colunas e regista a hora de entrada e saída do aluno na reunião. Na lista aparece várias vezes o nome do alun@ consoante o número de vezes que entrou e saiu.

Informação adicional, para quem quer alterar ficheiros em *csv (Excel) .

Ler Mais

Novidades “Quentes” no TEAMS

Saíram novidades hoje no TEAMS (já disponível na minha escola, mas em breve nas restantes certamente).

Não é ainda em todos os aparelhos (parece-me que nos tablets ainda não funciona), mas quem tem a aplicação instalada no computador deve ter reparado nas novidades. 

1ª novidade – já é possível ver 9 alunos em simultâneo na aplicação (em vez dos antigos 4);

2ª novidade – existe a opção de levantar a mão durante a reunião. Um aluno que queira falar pode colocar a mão no ar (na aplicação) e na barra somos informados quem são os alunos ou se há alunos  com a mão no ar.

3ª novidade – se por ventura se esquecerem de alterar as definições da reunião (para somente eu) já o podem fazer diretamente na reunião clicando na opção indicada na 2ª imagem (indicação 1).  

Boas novidades portanto 😉

Conheça outras partilhas de ideias e tutoriais no eLearning – Apoio no Facebook.

Dicas & Truques – OneNote no Google Classroom e Moodle

Dicas & Truques de hoje é sobre o OneNote, o caderno digital, e a possibilidade de o integrar em diferentes plataformas de LMS.

Para quem usa o bloco de notas esta opção é muito interessante. A partir do seu bloco de notas consegue integrá-lo em várias plataformas como por exemplo:

  • Blackboard;
  • Canvas;
  • Edmodo;
  • Google Classroom;
  • Moodle;
  • outras plataformas aqui.

Os vídeos que partilho de seguida estão a explicar como deverá integrar o seu OneNote numa destas plataformas Moodle e Google Classroom.

Google Classroom

Moodle

Conheça outras partilhas de ideias e tutoriais no eLearning – Apoio no Facebook.