Problemas nas aulas de Matemática

Pela manhã (ou tarde) os alunos entraram no Ambiente Educativo Inovador (AEI). Era mais um dia, mais uma aula de matemática quando foram surpreendidos pelos desafios que lhes foram lançados. Partilho aqui as duas situações que podem servir de ideias para outros professores de Matemática (Ciências, Geografia, Educação Física…).

1º Desafio

Abrindo o OneNote, cada aluno ficou a perceber ser intenção do professor de Matemática que os alunos o ajudassem a calcular a quantidade de energia (valor calórico em kcal), a quantidade de proteínas e de açúcares consumidos ao pequeno-almoço.

O pequeno-almoço continha:

  • 75 ml de leite;
  • 85 g de cereais;

Distribuídas as caixas de cereais, coube a cada grupo descobrir como calcular a quantidade de energia, proteínas e açúcares consumidos na refeição. No final foram desafiados a descrever a estratégia de resolução e tudo aquilo que fizeram e descobriram.

2º Desafio

Sou fã de desporto, adoro correr e amo, desporto de orientação pedestre. O tema Escalas não foi abordado em contexto de aula.

A estratégia nesta aula foi a seguinte: Metade da turma realiza um trabalho autónomo de consolidação de conteúdos com recurso ao Teams e OneNote. A outra parte da turma realiza o desafio dos mapas. Na 2ª hora trocam as tarefas.

Aos alunos foram distribuídos mapas de orientação pedestre de várias cidades portuguesas. Os alunos, cada um com o seu mapa, a par, teriam de discutir e descobrir como saber a distância real, em linha reta, das distâncias entre dois pontos. As discussões começaram, as ideias surgiram e começaram a testar aquilo que defendiam. Ao professor coube o papel de moderador e facilitador do trabalho sem nunca falar em escalas. Foi impressionante como todos conseguiram encontrar as respostas pretendidas.

Espero que estas ideias tenham contribuído e inspirado. Deixe um comentário ou partilhe também as suas ideias.

Programar para aprender geometria

Esta atividade foi desenvolvida com alunos do 6.º ano de escolaridade no Ambiente Educativo Inovador, do Agrupamento de Escolas Pedro Jacques de Magalhães em Alverca. O trabalho visava desenvolver conceitos relacionados com a disciplina de matemática (Geometria – ângulos) e a programação, com recurso aos  tablets.

Os objetivos da tarefa foram os seguintes: desenvolver o raciocínio lógico, aplicar os seguintes conceitos: ângulo; amplitude; sentido positivo / negativo; horário / anti-horário; ângulos correspondentes; ângulos alternos internos, alternos externos e medições.

Para o desenvolvimento da atividade recorreu-se a:

Desenvolvimento

Antes de iniciar a atividade propriamente dita, comecei por trabalhar em sala de aula com os alunos os conceitos indicados. Fizemos um exercício prático em que os alunos “programaram” o professor para realizar um percurso na sala de aula. Esse percurso teria  de incluir rotações no sentido horário e anti-horário e amplitudes de ângulos. Exemplo: anda 10 passos e roda 90º no sentido horário e assim sucessivamente.

Depois desta introdução / revisão, orientei os alunos para a realização da tarefa do Hour Of code no CodeMonkey. Registei-me enquanto professor e os alunos entraram na atividade através do código que disponibilizei. No campo “nome dos alunos” colocaram o número de processo (ex. a12345). Após terminarem os níveis do Hour of Code, passámos à programação em papel (ver anexo), exploração das respostas dos alunos e esclarecimento das dúvidas.

Conclusões

Os resultados surpreenderam pela positiva. Para além da motivação dos alunos, percebi que ao programar em papel os alunos efetivamente aplicavam os conceitos pretendidos de acordo com a lógica de programação. Inclusivamente alguns perguntaram se poderiam escrever os comandos “repeat” na programação. Alunos com maiores dificuldades desenvolveram de forma ativa a atividade e com bons resultados.

Ler mais